Entretecendo a Terra e o Céu

 

Entretecendo a Terra e o Céu, lida com a ideia de oposição primordial, entre aquilo que  é terreno e palpável e o que é espiritual  intangível .  Desde a antiguidade , que a ideia de céu e de terra representam  os aparentes  opostos,  entre estes dois polos da condição humana - a terrena e  material e a espiritual. 

Nas imagens, de um modo geral,  as linhas horizontais estão ligadas ao que é mais fixo e imutável, ligam-se à terra e ao horizonte, enquanto que as linhas verticais são da esfera do que ascende aos céus, portanto da esfera do espiritual. 

Maria Filomena Molder nas suas notas sobre um texto de Walter Benjamin, convoca a inúmeras simbologias destas linhas : “ os  polos dos olhos, as posturas dos membros, a orientação do corpo na sua totalidade em correspondência com o eixo da terra, o movimento do sol, a disposição astral na abóbada celeste, confrontando-se ainda com os fluxos cadenciados com os cursos de água, da sedimentação e erosão das terras…”  Entretecendo a Terra e o Céu, cruza portanto todos estes significados, ainda para mais, quando alguns dos tecidos aqui  entretecidos, são retirados de  antigos paramentos religiosos oferecidos por um amigo.  

Entretecendo a Terra e o Céu #4, 2021 Carvão, grafite, fita de polyester, tecido de paramentos, made
Ver mais imagens
Se Olho a Terra Sou Húmus
1/1